DICAS PARA AS HORAS MAIS IMPORTANTES

1) Visto e passaporte

É necessário visto para entrar na Austrália, seja para turismo, trabalho ou estudos. O visto de turista pode ser solicitado por aqueles que desejam fazer a viagem para atividades recreativas como férias, passeios turísticos, visitar familiares, amigos ou para outros fins a curto prazo, não incluindo negócios. Ele também poderá ser utilizado para quem deseja estudar no país por um período de até 12 semanas.

Dicas de viagem - A BeOzzy possui parceria no Brasil com agências que poderão guiar você em toda sua jornada.



Brasileiros podem solicitar o visto via internet, através do programa “eTourist”. A resposta sai em média no prazo de dez dias úteis. Caso seja aprovada, você receberá uma notificação por e-mail e basta imprimi-la para levar na viagem. As informações do viajante estarão gravadas no sistema central de imigração australiano e vinculadas ao número de seu passaporte (diferentemente do norte-americano, por exemplo, o visto da Austrália não tem um “selo” colado nas páginas do documento). Mais informações sobre vistos estão disponíveis no site da Embaixada da Austrália no Brasil.

Um outro detalhe que é bom ficar atento, o passaporte deve ter validade de pelo menos seis meses para entrar no país.

2) Vacinas



Para entrar na Austrália é necessário que o viajante tenha sido vacinado contra febre amarela pelo menos 10 dias antes do embarque. Para comprovar o turista deve ter em mãos o cartão de vacina internacional.

Saiba mais => Vacinas necessárias para blindar sua saúde em viagens - clique aqui e a BeOzzy orientará você.

3) Moeda



A moeda é o Dólar Australiano. Existem notas de $100, $50, $20, $10, $5 e moedas de 5c, 10c, 50c, $1, $2. Casas de câmbio estão espalhadas por todo o país, mas saiba que destinos mais inóspitos como nos arredores de Perth, alguns lugares na Costa Leste da Austrália e muitos outros, não oferecem tantas facilidades.

Portanto, o ideal é fazer o câmbio nas grandes cidades. Em último caso, a troca também pode ser feita nos bancos. São aceitos a maioria dos cartões de créditos internacionais (Visa, Master, American Express) e cartões de viagem pré-pagos.

A dica aqui é tentar encontrar as melhores taxas para comprar Dólares Australianos, facilmente verificadas pelo site da Exchang Money. A partir de sua localização, o aplicativo disponibiliza as casas de câmbio com tarifas mais baratas perto de você.

Para comprar Euros ainda no Brasil, indico utilizar agências online, para receber o dinheiro em casa e evitar riscos desnecessários. Sempre compro com a Cotação, uma das maiores agências online do Brasil. Faça um orçamento online sem compromisso.

P.S.: Fale com a BeOZzy e encontraremos o melhor câmbio - clique aqui!

4) Língua oficial



O idioma oficial australiano é o inglês. Entre as línguas dos aborígenes, hoje somente 18 ainda são faladas pelos grupos (eram mais de 200 no início da colonização). O inglês falado no país é bastante característico, com sotaque bem diferente e muitas vezes difícil de entender para quem não está acostumado. A gramática e a ortografia são semelhantes às do inglês britânico, mas com algumas exceções importantes.

Confira => A BeOzzy possui contrato com as melhores escolas - clique aqui.

5) Clima



O clima na Austrália geralmente é agradável, sem temperaturas muito extremas. No país existem duas zonas climáticas, a zona tropical, ao norte, que abrange aproximadamente 40% da Austrália. Nestas regiões o clima é mais quente, com duas estações bem definidas: verão chuvoso e inverno seco. O restante do país está na zona temperada, com as quatro estações bem definidas e temperaturas mais amenas. Mas é bom lembrar que o país é muito extenso, então podem haver variações.

Vai viajar e não contratou seu Seguro Viagem? Clique aqui.

6) Principais destinos turísticos



A lista de lugares para se visitar no país é interminável, então vou citar aqui somente os principais destinos. Mas é importante saber que há uma cidade da Austrália para cada gosto: lugares mais cheios, outros mais vazios, cidades grandes, pequenas, praias, desertos, etc e tal. É só você montar seu roteiro bem personalizado, de acordo com o seu gosto.

Fim de tarde na baía de Sydney.

Na lista estão Sydney, a cidade mais famosa do país e suas praias maravilhosas, o Parque Nacional de Kakadu, com sua fauna exótica que inclui crocodilos, pássaros e mamíferos. Inclusive, no parque você poderá conhecer muito da cultura aborígene.

O Estado de Queensland, onde está localizada a Grande Barreira de Corais, é outro destino muito procurado e se você gosta de pesquisar e conhecer a vida marinha, aqui é o seu lugar. A barreira se estende por mais de 3 mil quilômetros e abriga mais de 1.500 espécies de peixes e 400 tipos de corais. Além disso, outros destinos famosos são Melbourne, Ayers Rocks, Tasmânia, Perth, dezenas de destinos na Costa Leste da Austrália e muito mais.

7) Gastronomia



A culinária do país é bem diversa (devido ao grande número de imigrantes) e você não terá nenhuma dificuldade para se adaptar. O prato principal é o Fish and Chips, ou peixe com batatas fritas, herança da colonização britânica. Porém, sugiro que você aproveite a estadia para experimentar carne exóticas, que dificilmente você comeria no Brasil, como a de crocodilo e canguru, que é minha favorita.

No país a refeição principal não costuma ser o almoço, quando os adultos normalmente comem somente um sanduíche, mas sim o jantar. É comum eles comerem carne com algum vegetal.

8) Fauna



O país é dono de uma das faunas mais exóticas do mundo e está na lista de obrigações do viajante conhecer alguns destes animais. Na lista estão canguru, coala, diabo-da-tasmânia, ornitorrinco, wombat, tubarões, crocodilo e o wallaby (parece um mini-canguru)!

9) Como circular dentro do país



A Austrália é um país enorme, esparsamente povoado, por isso as distâncias são longas entre certas cidades. Sem dúvida, uma das formas mais convenientes de locomoção é por via aérea. As principais companhias que oferecem voos entre as cidades turísticas do país são Qantas, Virgin Australia e Jetstar.

Para quem está com mais tempo ou para circular entre cidades, o transporte rodoviário é uma ótima opção (de quebra você vai curtindo paisagens incríveis).

Alugar um carro é uma boa pedida, pois as estradas do país são ótimas e você consegue parar em muitos lugares para curtir a paisagem. Mas fique atento, porque no país a mão é inglesa, o que não é fácil para quem não está acostumado.